Nem a violenta cotovelada de David Navarro a Ronaldo, no início do jogo, impediu que o internacional português desse a vantagem ao Real Madrid sobre o Levante antes do descanso. O avançado teve de ser substituído e ficou na cabine ao intervalo, mas o golo tornar-se-ia decisivo na vitória da equipa ‘merengue’ por 2-1.



Num jogo pouco interessante e com os locais a abusarem da violência, Ronaldo aproveitou um mau alívio do próprio David Navarro e fuzilou a baliza de Munúa (21'). Fez o 12º golo na Liga espanhola e o primeiro no estádio do Levante.

No entanto, no segundo tempo, o Real Madrid acusou a substituição de CR7 e permitiu que o Levante crescesse no jogo, que empatou aos 62', por Ángel. O Real reagiu e Xabi Alonso ainda teve nos pés o 2-1, mas falhou uma grande penalidade aos 72 minutos (Munúa defendeu). Seria Morata, acabado de sair do banco, a dar a vitória, após livre de Xabi Alonso (84').

cm