O reumatologista Rui Gomes de Melo, afastado da Unidade Hospitalar de Bragança, após doentes terem denunciado o facto de o médico sugerir o recurso a consultas na sua clínica privada, estará a elaborar, junto dos antigos doentes, uma petição com vista ao seu regresso à unidade de saúde.



Na próxima segunda-feira, a Comissão de Utentes irá reunir com a administração do hospital, que afastou o clínico na sequência de uma averiguação interna às queixas apresentadas por, pelo menos, dois utentes. Em causa está o facto de Rui Gomes de Melo ter sugerido aos doentes o encaminhamento para a sua clínica , o Instituto de Reumatologia Doutor Rui Melo, em Viseu, alegando falta de vagas no hospital público. A Ordem dos Médicos está a investigar as denúncias.

Porém, o caso não é inédito, já que em Agosto de 2006, o conselho de administração do Hospital de Nossa Senhora de Assunção, em Seia, afastou o reumatologista por este dar consultas aos doentes fora da unidade hospitalar.

Ao CM, o hospital de Bragança não quis comentar o caso, mas garantiu que a consulta irá continuar a ser assegurada. Apesar das várias tentativas, não foi possível obter um esclarecimento de Rui Gomes de Melo.

cm