John McAfee, fundador da empresa criadora do antivírus informático McAfee, é procurado pelo alegado homicídio de outro cidadão norte-americano no Belize, informaram esta segunda-feira as autoridades daquele país.



A polícia deslocou-se no domingo à residência de McAfee em Ambergris Caye, uma ilha ao largo do Belize, para o interrogar a propósito da morte do seu vizinho Gregory Faull, mas o suspeito estava em parte incerta, declarou o chefe da brigada contra o crime organizado, Marco Vidal. O agente declarou à imprensa que John McAfee, de 67 anos, era procurado "por homicídio".

John McAfee declarou entretanto à revista americana ‘Wired’ que se escondeu na sua propriedade, enterrado na areia com uma caixa de papelão sobre a cabeça para respirar. Foi muito desconfortável. (...) Mas eles tinham-me matado se me tivessem encontrado", disse. McAfee negou qualquer envolvimento na morte do americano Gregory Faull e disse estar a ser perseguido e recear pela própria vida no Belize.

Oriundo da Florida, Gregory Faull, de 52 anos, foi encontrado morto, com ferimentos de bala, no domingo de manhã na sua mansão por um empregado.

McAfee vive no Belize há quatro anos. O fabricante vendeu a empresa responsável pelo sistema antivírus no início dos anos 1990.

cm