O presidente norte-americano, Barack Obama, aceitou nesta terça-feira um convite para visitar a Rússia, depois de as duas partes terem acordado fazer progredir as relações entre Washington e Moscovo, ao cabo de um ano diplomático tenso.



O Kremlin disse que o presidente norte-americano e o seu homólogo Vladimir Putin tiveram uma conversa telefónica, durante a qual o líder russo congratulou Obama pela reeleição para o segundo mandato na Casa Branca.

"Os presidentes confirmaram o seu desejo de avançar as relações bilaterais em todas as áreas, incluindo nos aspectos económicos", afirmou a agências de notícias russas, Dmitry Peskov, porta-voz de Putin.

"Obama agradeceu e confirmou que está preparado para fazer uma viagem à Rússia no futuro, depois de as datas serem firmemente decididas através dos canais diplomáticos", disse Peskov.

A Rússia quer agendar este encontro em Moscovo há alguns meses, mas até agora só tinha conseguido promessas das autoridades de Washington, que nunca se comprometeram efectivamente com uma visita.

cm