O corpo de intervenção da PSP carregou sobre um grupo de desordeiros que atirava pedras às forças de segurança.

Após horas a ser provocado pelo grupo responsável pelos atos de violência, um cordão da PSP carregou sobre os desordeiros.

A zona em frente ao Parlamento ficou vazia em poucos segundos, com os milhares no local a fugirem pelas ruas circundantes enquanto a PSP perseguia os indivíduos violentos, que lhes tinham atirado garrafas e pedras de calçada.

O subcomissário da PSP de Lisboa, Jairo Campos, justificou a carga policial com «a necessidade de limpar a área» e «proteger a integridade física dos manifestantes pacíficos e dos agentes de autoridade», em declarações à SIC Notícias.