Espalharam terror na Linha de Cascais durante uma semana, na Quinta da Bicuda e a seguir na Quinta da Marinha, em Setembro de 2010, ao atacarem as vivendas de luxo de Stefan Schwarz, antiga estrela do Benfica, primeiro; e do empresário Manuel Marques, dia 22. Sequestraram e espancaram as vítimas, com mulheres e filhos, e roubaram mais de dois milhões de euros. A Judiciária de Lisboa apanhou agora um dos principais elementos do gang de Leste.



O homem, 39 anos, natural do Kosovo, cometeu um deslize em Março desse ano, num assalto a um ATM num espaço comercial em Sintra. Estava com outros três homens, cúmplices, mas foi ele – referenciado em polícias europeias como "violento e perigoso" – quem deixou um rasto aproveitado pela secção de roubos da Judiciária de Lisboa.

Mais tarde foi possível ligá-lo, não só ao assalto ao ATM, como também aos roubos milionários do Verão seguinte. Quando invadiram a vivenda de Schwarz na Quinta da Bicuda, os quatro homens iam encapuzados e armados com facas e um taco de basebol. Sequestraram durante meia hora o ex-futebolista sueco, a mulher e uma das duas filhas, com seis anos, que ainda ameaçaram raptar; agrediram o antigo atleta ao resistir – e roubaram à família cerca de cem mil euros em jóias e dinheiro.

Em casa de Manuel Marques, vizinho da actriz Alexandra Lencastre na Quinta da Marinha, a violência foi extrema – com o empresário espancado a murros e pontapés e ameaçado de morte à frente da mulher. O prejuízo, às mãos de cinco elementos do gang, com pistolas e caçadeiras, rondou os dois milhões.

A PJ identificou o assaltante kosovar, que depois fugiu para Espanha, onde foi há pouco tempo apanhado com base num mandado de detenção europeu. Presente pela PJ ao Tribunal de Sintra, já recolheu em prisão preventiva.

cm