Rockets disparados pelo Hamas mataram ontem três civis em Israel e atingiram os arredores de Telavive, um dia depois de um ataque israelita ter causado a morte de Ahmed al-Jabari, chefe militar do grupo radical palestiniano.



As vítimas israelitas perderam a vida quando o edifício de quatro pisos onde viviam, em Kiryat Malachi, 25 km a norte de Gaza, foi atingido por um dos cerca de 200 rockets disparados pelo Hamas nas últimas 24 horas. Pelo menos dois dos rockets explodiram junto a Telavive, no primeiro ataque contra a cidade em mais de 20 anos. O ministro da Defesa de Israel, Ehud Barak, prometeu que o Hamas "pagará o preço" pela escalada.

Horas antes, Israel já tinha intensificado os ataques contra a Faixa de Gaza, matando pelo menos 15 pessoas, e não afastou possibilidade de lançar uma operação terrestre.

cm