O orçamento da Assembleia da República para 2013 reserva 2,9 milhões de euros para o pagamento de ajudas de custo aos deputados, uma subida de 2,4% face a 2012. O documento ontem publicado em Diário da República dá ainda 14 450 euros ao Grupo Desportivo Parlamentar.



Para ordenados dos deputados estão previstos 9,8 milhões de euros, um montante que é 8,2% inferior ao que foi inscrito em 2012.

As despesas com pessoal vão totalizar em 2013 cerca de 42,2 milhões de euros, representando a maior fatia das despesas correntes do Parlamento, as quais ultrapassarão os 62,7 milhões de euros. Um valor inferior em quase 5% ao orçamento previsto para 2012.

cm