A ideia é original e inovadora a nível hospitalar. O IPO do Porto inaugurou recentemente um salão de cabeleireiro direccionado para doentes oncológicos, familiares e funcionários.



"Esta era uma necessidade que tínhamos há muito: um local para que os nossos doentes, que passam por tratamentos tão severos diariamente, possam ser estimulados e se possam distrair", disse ao CM Vítor Veloso, Presidente da Liga Portuguesa Contra o Cancro do Norte.

O salão, localizado numa zona mais reservada do instituto, tem a assinatura do cabeleireiro Joaquim Guerra. "Aqui os doentes podem arranjar o cabelo, fazer massagens, ser maquilhados, colocar perucas, mas também, quando alguém morre, o que é uma realidade, nós tratamos do aspecto dessa pessoa para que a família a possa ver da forma como ela era, antes dos tratamentos", referiu Joaquim Guerra.

Para trabalhar no espaço, o empresário contratou cinco funcionárias que tiveram um mês a receber apoio psicológico. "Não é qualquer um que consegue lidar com pessoas frágeis. É muito pesado e o objectivo e dar um novo ânimo aos internados", frisou.

cm