Durante dois anos, Maria, nome fictício, passava as noites de fim-de-semana na mesma cama que o antigo namorado da mãe, no rés-do-chão do mesmo edifício onde moram mãe e filha, em Bragança. Nessas ocasiões, a menina, que hoje tem 13 anos, foi repetidamente abusada. A mãe diz que sabia que a filha dormia com o predador, mas alega que desconhecia que ela era violada. O pedófilo foi detido pela Polícia Judiciária (PJ) de Vila Real e está desde ontem na prisão.



Diante do juiz de instrução, o abusador, de 62 anos, que trabalha como técnico de telecomunicações, confessou os abusos .

Maria manteve sempre o silêncio, mas, há alguns dias, uma irmã descobriu mails de cariz sexual que a menor recebeu do pedófilo. Falou com a vítima, que revelou tudo. A PJ já pediu a intervenção da Comissão de Protecção de Menores para institucionalizar a menina, a irmã e um outro menor mais novo, uma vez que consideram que a mãe foi negligente.

cm