A Directoria do Sul da Polícia Judiciária já tinha o homem sob suspeita há algumas semanas. Residente em São Brás de Alportel, o indivíduo, de 61 anos, ia regularmente a Lisboa, e a Judiciária acreditava que as viagens serviam para se abastecer de cocaína, que depois vendia no Algarve. Às 23h00 de anteontem, quando o suspeito regressava de mais uma deslocação à capital, foi interceptado pelos inspectores. Tinha 200 gramas de cocaína, escondidos no tabliê do carro.



A detenção foi concretizada na "estrada nacional 270, perto de São Brás de Alportel", refere a PJ, em comunicado, acrescentando que a droga estava "em estado puro".

O detido começou por mostrar surpresa pela abordagem, alegando nada transportar, mas os inspectores acabaram por descobrir o estupefaciente. Estava envolto em plástico, escondido debaixo do porta-luvas.

A cocaína chega a atingir os 60 euros o grama, pelo que a droga apreendida foi avaliada em 12 mil euros. Caso fosse ‘cortada’ com outros produtos, como é habitual, antes de ser vendida, a ‘coca’ atingiria um valor superior.

Presente ao Tribunal de Faro, ontem à tarde, o homem ficou a aguardar julgamento em prisão preventiva.

cm