Funcionário desafia empresa a revelar o fecho de caixa

Um funcionário do supermercado Lidl, em Lourosa, Santa Maria da Feira, não se conforma com o despedimento que foi alvo por parte da empresa, que o acusa de ter dado 30 euros a uma cliente que se sentiu mal por não ter dinheiro suficiente para pagar as compras.
Paulo Magalhães confirma o episódio da cliente, mas nega ter entregue tal quantia.
"Na conta ficaram a faltar apenas 50 cêntimos, que me prontifiquei a pagar", disse.
A situação deu-se a 6 de agosto. Uma cliente sentiu-se mal quando reparou que não tinha dinheiro para pagar todas as compras. "Decidi ajudar a senhora, começando por registar apenas os bens de primeira necessidade. Ficaram mesmo assim a faltar 50 cêntimos", lembrou Paulo Magalhães.
O funcionário comunicou o facto ao seu superior, disponibilizando-se a pagar os 50 cêntimos.
Nesse mesmo dia, Paulo diz que se afastou da caixa para fazer outro serviço, solicitado por um responsável da loja. Dias depois, foi surpreendido com a nota de culpa e consequente processo que resultou em despedimento por justa causa.

Fonte: Jornal de Notícias