Em pouco mais de seis horas, detido duas vezes. Jaime, de 41 anos, foi apanhado, pelas 02h20 de ontem, na Murtosa, ao volante de um carro furtado em Lourosa, Santa Maria da Feira. Libertado pelas 04h35, voltou a roubar um automóvel e acabou novamente detido, às 08h30, pela Brigada de Trânsito de S. João da Madeira. Julgado em processo sumário no Tribunal de Ovar, foi condenado a pagar 240 euros de multa.

À saída da audiência, o homem disse estar a sen-tir-se mal e pediu para ser chamado o INEM e que fosse levado ao hospital de Santa Maria da Feira, próximo de onde reside.

Jaime Pinto, desempregado e toxicodependente, confessou o furto dos dois carros, apesar de só ter sido julgado pelo segundo crime. "Furtei o carro em Lourosa para ir levar uns amigos à Murtosa e fui apanhado", começou por contar. "Quando fui libertado, estava desesperado e queria ir para casa, por isso, quando vi um carro com a chave lá dentro, não pensei duas vezes", acrescentou.

Apesar de já ter outros processos de furto pendentes, Jaime nunca foi condenado e confessou o crime, o que lhe valeu como atenuantes para a pena.

"A ocasião faz o ladrão e este foi o caso. No entanto, não pode servir de desculpa para furtar seja o que for", afirmou a juíza, referindo-se ao facto de o carro furtado na Murtosa estar com a chave na ignição.

Após o segundo furto, Jaime Pinto foi detido, pela BT de S. João da Madeira, após perseguição.

cm