Uma funcionária judicial do tribunal de Amarante foi, anteontem à tarde, ameaçada de caçadeira quando efectuava uma acção de penhora, numa casa, naquela cidade.

Em serviço externo, a funcionária procedia a uma execução referente a uma dívida de custas judiciais de um casal, no valor de 350 euros. Foi recebida por uma mulher que a convidou a entrar, mas, após alguns minutos, o marido invadiu a sala aos gritos. No momento em que a funcionária já se encontrava a sair da residência, o homem pegou numa caçadeira e terá ameaçado disparar. Nessa altura, um taxista – que a esperava – foi em auxílio da mulher e conseguiu acalmar os ânimos. A vítima apresentou queixa no tribunal de Amarante, onde está a decorrer o inquérito.

Ao CM Fernando Jorge, presidente do Sindicato dos Funcionários Judiciais, confirmou a situação e classificou-a como "condenável e muito preocupante para o sector da justiça". "Este tipo de situações acontece há vários anos", acrescentou.

cm