Os moradores e os comerciantes do bairro do Alboi estão preocupados com as obras que a Câmara Municipal de Aveiro iniciou e que vão servir para a requalificação do jardim. Os residentes temem que o largo Conselheiro Queirós, no centro do bairro, em Aveiro, passe a ser atravessado por uma via para carros, contrariamente ao que foi prometido pela autarquia.



"Além de as obras estarem a prejudicar os negócios da zona, temos medo que a câmara volte atrás com a palavra e construa mesmo uma estrada na praça. Demos 48 horas à câmara para nos explicar, concretamente, o que é que vai ser construído. Se nada nos for dito até amanhã [hoje] vamos avançar para um protesto radical", relatou Abel Alexandre, dono de um restaurante na zona e membro da comissão de moradores do Alboi.

Inicialmente, o projecto - que fez parte do programa de campanha da coligação CDS/PSD - previa a construção de uma estrada no meio da praça , mas, perante a contestação da população, o executivo comprometeu--se a abandonar a hipótese. "A câmara, já por várias vezes, garantiu que não vai ser construída a estrada, mas, olhando para a forma como as obras estão a decorrer e, como não nos dizem nada, achamos que a estrada vai ser feita", disse Abel Alexandre.

Ao CM a câmara diz não perceber a contestação dos moradores, já que as obras não vão servir para a construção de uma estrada, mas de uma via ajardinada, como está projectado.

cm