Um aluno de 13 anos, do Conservatório de Música do Porto, foi violentamente agredido por cerca de 10 colegas da escola Secundária Rodrigues de Freitas



"Rodearam-no e, sem razão nenhuma, deram-lhe murros, pontapés... tudo!", contou ao CM o pai da vítima. "Ele não teve bem a noção do que aconteceu, nem quando viu as nódoas negras no corpo", relatou Jorge Santos, que exige uma punição severa para os agressores.

O ataque aconteceu no jardim do conservatório, terça-feira às 15h00, durante o intervalo. O estudante foi assistido no Hospital São João, no Porto, e o pai apresentou queixa na PSP. Ao que o CM apurou, os agressores já foram identificados e suspensos das aulas, enquanto decorrem os processos disciplinares. "A escola está a dar todo o apoio ao meu filho, que continua a ir às aulas. Espero que eles sejam expulsos", disse Jorge Santos.

cm