Um vídeo satírico que pede aos africanos que contribuam para comprar aquecedores para as crianças da Noruega que têm frio tornou-se um sucesso no Youtube, com 440 mil visualizações em cinco dias



O curto filme - uma paródia à campanha e ao vídeo de 1985 ‘We Are The World’, com música da autoria de Michael Jackson e Lionel Richie, que mobilizou o Mundo contra a fome na Etiópia - foi idealizado por um grupo norueguês que pretende desafiar os estereótipos ligados a África.

"É preciso alterar as explicações simplistas dos problemas em África", explicou o fundo de assistência internacional ‘The Norwegian Students and Academics’ (Estudantes e Académicos Noruegueses).

Na campanha satírica, os africanos são exortados a doar aquecedores para evitar que as crianças norueguesas apanhadas em tempestades de neve morram de frio.

O vídeo foi rodado na África do Sul e contou com a colaboração de algumas figuras públicas, entre as quais o ‘rapper’ Breezy V.

"As pessoas não ignoram os que morrem de fome, então porque é que nós iríamos ignorar os que morrem de frio?", pergunta Breezy V, porta-voz da campanha norueguesa no vídeo, com imagens de tempestades como fundo .

"Na Noruega as crianças gelam? É preciso gerar calor para a Noruega e os africanos partilharem? Enviem os nossos radiadores", entoa o coro de ‘Radi-Aid’, um nome alusivo à ‘Band-Aid’, um grupo formado em 1984 para angariar fundos para as vítimas da fome na Etiópia.

Mostrando radiadores carregados em carrinhas em África com destino à rica Noruega, o ‘website’ Radi-Aid | Africa for Norway | Home apela à reflexão sobre os estereótipos prevalecentes nas campanhas de auxílio humanitário ao continente africano.

Os autores da campanha referem que não basta criar a ideia de que África é algo que se ajuda ou que se abandona, com imagens e ideias simplistas, mas que é imperioso dar conta das evoluções positivas no continente e nos diversos países que o compõem.

cm