1. #1

    Registo
    Nov 2010
    Posts
    13.361

    Padrão ACAPOR tenta processar os dois maiores sites de partilha

    A luta das editoras e dos produtores de conteúdos contra todos os que partilham de forma ilegal estes conteúdos é algo que poderá nunca ter um fim. Por muito que se elimine um foco desses surgem

    Dando continuidade à sua tarefa de protecção de conteúdos, Associação do Comércio Audiovisual de Obras Culturais e de Entretenimento de Portugal (ACAPOR) apresentou mais uma queixa no Gabinete de Combate à Cibercriminalidade da Procuradoria-Geral da República (PGR) contra dois dos maiores sites de partilha ilegal de conteúdos. Os sites em questão são o Wareztuga e o Oxe7.



    Depois do processo que teve lugar início em Janeiro de 2011 e que acabou por ser arquivado com uma decisão polémica do Juiz, a ACAPOR volta a intentar uma acção contra os sites de partilha de conteúdos.

    A decisão do processo acabou por mostrar que não é ilegal o download de conteúdos para consumo próprio.

    Este processo foi tentado contra mais de 2000 endereços IPs e nunca teve o desfecho pretendido pela ACAPOR. Agora o processo que está a ser iniciado é feito de forma diferente. Os alvos são os administradores destes dois sites e todos os que participam na sua gestão.

    O facto destes sites estarem alojados nos Estados Unidos irá com certeza dificultar o decorrer deste processo e os intentos da ACAPOR, que passariam por terminar a sua actividade.

    No seu site a ACAPOR anunciou, no dia 19, que pretendia deslocar-se ao Gabinete de Combate à Cibercriminalidade da Procuradoria Geral da República, para se inteirar dos desenvolvimentos das queixas apresentadas anteriormente e com duas novas queixas para apresentar, relativas a estes dois sites de partilha.

    Os dois sites em causa encontram-se no TOP 100 dos sites mais visitados em Portugal e estão na origem de dezenas de milhões de downloads não autorizados em Portugal todos os anos.

    Tão importante quanto encontrar os responsáveis pelos sites é promover a interrupção célere desta actividade tão lesiva para a indústria criativa e para os seus operadores. A ACAPOR pretende compreender o motivo pelo qual os sites já denunciados continuam a operar e o que se tem feito para impedir que tal aconteça.


    Esta nova queixa da ACAPOR, agora sobre os sites Wareztuga e OXE7 voltam a relançar o tema da partilha ilegal de conteúdos no nosso país. Depois de ver os seus intentos negados, a associação volta a apresentar queixas, mas desta vez contra os administradores dos sites e com o intuito de os fechar de forma permanente.

    O facto de estes estarem alojados fora do nosso país será com certeza um entrave, mas a ACAPOR promete empenhar-se nesta luta para proteger os seus associados.

    pplware

  2. #2
    Avatar de florindo
    Registo
    Oct 2006
    Posts
    38.090

    Padrão ACAPOR apresenta queixa contra Warez Tuga e Oxe7



    ACAPOR apresenta queixa contra Warez Tuga e Oxe7

    A Associação do Comércio Audiovisual de Obras Culturais e de Entretenimento de Portugal (ACAPOR) apresentou queixa contra dois dos maiores sites portugueses de partilha ilegal de ficheiros.
    Nuno Pereira, presidente da ACAPOR, sintetiza a grandeza destes dois sites de partilha de ficheiros através de uma simples estatística: «há dias, o WarezTuga disse ter batido o recorde de audiência com 150 mil utilizadores e 277 mil visitas num único dia. Ora se 30% dessas 150 mil pessoas virem um filme por dia nesse portal, chegamos ao final do ano com mais de 16 milhões de espectadores. O que significa que há mais utilizadores deste portal do que espectadores em todas as salas cinema portuguesas, que em 2011 não foram além dos 15 milhões. O Oxe7 é maior que o WarezTuga, só que distribui tudo e mais alguma coisa – de vídeos a músicas, de jogos a revistas – e por isso não podemos fazer o mesmo tipo de comparação com as salas de cinema. Em contrapartida, o WarezTuga distingue-se por fazer streaming de vídeos legendados em português».
    Apesar da queixa já ter sido apresentada, Nuno Pereira diz, à Exame Informática, que do encontro que manteve com um procurador do Ministério Público saiu uma certeza: «o procurador explicou-nos que há dificuldades técnicas e jurídicas para lidar com estes casos».
    O facto de ambos os sites estarem alojados em servidores nos Estados Unidos dificulta e muito a tarefa. «Se fosse um serviço de alojamento português, o problema estava resolvido», acrescenta Nuno Pereira.

    Fonte: SOL

Tópicos Similares

  1. Respostas: 0
    Último Post: 22-02-2012, 14:40
  2. Respostas: 1
    Último Post: 14-12-2009, 17:32
  3. Ligar dois pc em casa p partilha de Net
    Por farense no fórum Duvidas E Ajuda
    Respostas: 0
    Último Post: 29-04-2008, 07:34
  4. Ligar dois pc em casa p partilha de Net?
    Por marioteg no fórum Duvidas E Ajuda
    Respostas: 7
    Último Post: 22-04-2008, 13:35
  5. Como ligar dois Computadores para partilha de 1 Impressora
    Por aufervesa no fórum Dúvidas e Ajuda
    Respostas: 20
    Último Post: 02-04-2008, 09:56

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •  

Conectar

Conectar