Conheça os países a quem a Google recolhe mais informações dos utilizadores

É sabido que no momento em que criamos uma conta no Google é nos pedido uma série de informação, sendo mesmo por vezes necessário a confirmação através de um código enviado por sms.
Este é um tópico que tem gerado uma enorme discussão. Conheça os países a quem o maior motor de pesquisa recolhe mais informações.Recentemente a Google revelou o relatório de transparência que fornece informação ao público sobre os pedidos dos governos a propósito dos registos e dos hábitos dos seus utilizadores.
Segundo a Google, grande parte destes pedidos está relacionado com investigações criminais, ainda que a empresa se defenda ao dizer que «nem sempre os pedidos estão necessariamente relacionados com investigações criminais».
Poder-se-ia pensar que o Brasil surgia no topo da lista, uma vez que tem mantido uma luta cerrada com a Google sobre a divulgação dos dados dos seus utilizadores. Nem o Bahrein, conhecido pela repressão de diversos bloggers, nem mesmo o Irão, que filtra a utilização da internet, surgem no top 10 desta lista.
A Rússia, conhecida por uma activa censura na internet, mostrando vontade de banir conteúdos relacionados com pornografia, drogas, entre outros, também não faz parte desta lista.
Ao contrário do que seria de esperar pela abordagem de vários governos à utilização na internet, nenhum destes países está, inclusive, nas três primeiras posições.
Os Estados Unidos ocupam o lugar de destaque nesta lista, acompanhado de países como França, Alemanha, Inglaterra, Itália ou Espanha.
Os dados recolhidos pela Google dos utilizadores dos Estados Unidos são quatro vezes superior à Índia, país que ocupa o segundo lugar neste relatório. De referir que Portugal surge na 14.ª posição.
Top 10:
1 - Estados Unidos
2 - Índia
3 - Brasil
4 - França
5 - Alemanha
6 - Reino Unido
7 - Itália
8 - Espanha
9 - Austrália
10 - Coreia do Sul
....
14 - Portugal

Fonte: SOL