A festa esperava-se animada porque a organização se apressou a distribuir páginas de revistas que iam servir de confetti para lançar à estrela da noite. Apesar de uma plateia com alguns lugares vagos, Mika foi recebido em ritmo de festa, neste seu regresso a Lisboa, com o palco do Coliseu dos Recreios a iluminar--se, ontem à noite, assim que se começou a ouvir um dos seus maiores êxitos: ‘Relax, Take It Easy’. Já a resposta do público foi mais de euforia do que propriamente de ‘calma’...



"Boa noite Lisboa, estão preparados para cantar e dançar comigo?", perguntou o cantor e compositor britânico (de origem libanesa), antes de se lançar nos temas do mais recente álbum, ‘The Origin of Love’. Pouco depois, o artista de 29 anos apressou-se a explicar que esteve para cancelar o concerto por motivos de doença, mas a vontade de subir ao palco e visitar Portugal, assumido como um dos seus países favoritos, foi maior do que tudo, o que implicou ajuda médica: "Não sei o que me puseram no corpo mas estes fármacos portugueses deixaram-me algo louco", desabafou, antes de iniciar o tema ‘Popular Song’.

Em boa forma vocal, mesmo com algumas falhas, Mika divertiu-se ao ver a audiência a gritar os seus temas, tentando copiar o possante falsete que é imagem de marca. Já para o final do espectáculo, a voz do artista começou a falhar. O público português mostrou-se solidário e começou a cantar todas as músicas, deixando o cantor britânico comovido com o gesto.

No repertório não faltaram os maiores êxitos – foi com ‘Grace Kelly’ e ‘Big Girls (You Are Beautiful)’ que o público mais celebrou, levando o chão do Coliseu a sofrer um violento abanão. Assim se fez um serão de boas vibrações pop.

cm