O Natal será festejado este ano, em Bragança, sem o habitual brilho da iluminação alusiva à quadra, por decisão da autarquia local, que oferecerá apenas música e um presépio para animar as ruas da cidade.



A iluminação de Natal tem "um custo muito elevado", à volta de 50 mil euros, que a contenção de despesas ditou não ser possível gastar, segundo disse hoje à Lusa o vice-presidente da autarquia.

Rui Caseiro considerou ainda que "as pessoas não entenderiam que se fizesse esta despesa" no momento actual que atravessa o País.

Depois de uma reunião com a associação comercial, que também não tem condições financeiras para custear a iluminação de Natal, o município comprometeu-se a garantir "algum ambiente natalício".

A Câmara vai instalar um presépio, com a respectiva árvore de Natal, na praça da Sé, a zona central da cidade, e custear a instalação sonora que oferecerá música natalícia nalgumas ruas da cidade, nomeadamente naquelas onde se concentra o comércio tradicional.

cm