A mulher acusada de necrofilia, na Suécia, fotografou-se em várias ocasiões com caveiras e esqueletos.



As imagens, divulgadas esta sexta-feira, fazem parte da investigação da polícia e foram encontradas na casa da suspeita, que arrisca até dois anos de prisão por profanação de cadáver.

A polícia de Gotemburgo encontrou seis crânios, um esqueleto e vários outros ossos no apartamento desta mulher de 37 anos.

Tudo estava guardado num compartimento secreto da sua moradia, bem como fotografias de morgue e dois CD com os títulos ‘A minha necrofilia’ e ‘A minha primeira experiência’.

O julgamento vai arrancar na próxima semana e a arguida encontra-se detida desde Setembro.

“Quero o meu homem como ele é, seja morto ou vivo. Ele deixa-me arranjar felicidade sexual ao seu lado”, escreveu a suspeita num forum online.

Já de acordo com a imprensa de Gotemburgo, a mulher tinha reconstituído um esqueleto no chão de seu apartamento.

cm