O corpo do histórico líder palestino Yasser Arafat será exumado apartir de dia 27, de acordo com a agência AP, e não já esta segunda, como estava previsto.

A aprovação da exumação foi dada após a viúva, Suha Arafat, ter avançado com uma ação judicial baseada em indícios de que o marido teria sido envenenado.

O processo da exumação será efetuado por uma equipa de investigadores criminais suíços e franceses, que já estão em Ramallah, na Cisjordânia. O mausoléu que envolve o túmulo começou a ser aberto na semana passada.

Yassef Arafat morreu em 2004, em Paris. Suspeita-se que poderá ter sido envenenado com uma substância radioativa.



lusa