As pensões de reforma vão subir até 11 % na Alemanha nos próximos quatro anos, de acordo com um inédito relatório sobre pensões do Governo Federal que revela hoje o diário Bild.



O relatório prevê um aumento escalonado das pensões até 2016 e de 8,67 % para os reformados da Alemanha ocidental e de 11,01 % para os residentes nos seis novos estados federados criados no este do país após a reunificação nacional e cujos vencimentos são menores.

Além disso, os reformados da Alemanha ocidental terão apenas um aumento de 1 % das pensões em 2013, mas em 2015 a subida será de 2,55 %, a percentagem mais alta desde 1993.

O relatório de pensões, que abrange cerca de 20 milhões de pessoas deverá ser aprovado na quarta-feira na reunião do Conselho de Ministros.

Para 2013, o relatório prevê aumentos de 1 % no oeste e de 3,49 % no este, em 2014 de 2,33 % e 2,4 %, respetivamente, e em 2015 bde 2,55 % e de 2,65 % e em 2016 de 2,39 % para os reformados da Alemanha ocidental e de 2,47 % para os da antiga Alemanha de leste.

cm