A troika já emprestou quase um terço do total da dívida direta portuguesa.

O saldo nominal dos empréstimos já cedidos a Portugal no âmbito do programa de ajuda fixava-se nos 61,1 mil milhões de euros no final de outubro, segundo números do boletim mensal da Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública (IGCP).

Dados da agência revelam que a dívida direta de Portugal situava-se em 193,5 mil milhões de euros no final do mês de outubro, o que mostra que a dívida à troika representa quase um terço do valor da dívida, mais concretamente 31,6 por cento.

No final do ano passado, esse valor correspondia a 20,5 por cento do total. O empréstimo total cedido a Portugal pelo FMI (Fundo Monetário Internacional), Comissão Europeia e Banco Central Europeu, foi de 78 mil milhões de euros.



lusa