Encapuzados e armados com uma pistola, os dois assaltantes estavam escondidos dentro da casa de banho, quando o sacristão, 33 anos, entrou em casa, ontem de madrugada, em Paio Pires, Seixal.



Um dos ladrões apontou a arma ao pescoço da vítima e, sabendo que esta guarda a chave da igreja – a cerca de 20 metros da sua casa – disse-lhe logo que queria que o sacristão abrisse o cofre onde, para além do dinheiro das ofertas, é ainda guardada uma coroa feita com ouro doado pelos paroquianos.

A vítima, sequestrada pela 01h00, foi várias vezes agredida dentro de casa. Tinha dois telemóveis mas os assaltantes só queriam que o sacristão pegasse nas chaves da Igreja para lhes abrir o cofre. Enquanto um dos ladrões ficou em casa, o outro acompanhou a vítima até à igreja. Quando estavam a chegar às instalações, uma vizinha surgiu à porta e a vítima aproveitou para entrar na igreja e fechar-se. Ligou o alarme e os ladrões acabaram por fugir.

O CM encontrou ontem o sacristão junto à igreja, mas este não quis prestar declarações sobre o caso “por estar a ser investigado pela Polícia Judiciária”.

O pároco da freguesia de Paio Pires, Daniel Cacela, também não quis comentar a tentativa de roubo. A PJ foi contactada pela GNR. O sacristão já foi ouvido pelos investigadores. Os assaltantes continuam a monte.

COROA DE OURO FOI MOSTRADA EM PROCISSÃO

A paróquia conta com um novo ‘tesouro’ desde o início deste ano. Uma coroa de ouroé agora um dos objectos mais simbólicos da igreja de Paio Pires, ainda mais por ter sido mandada construir com ouro doado pelos paroquianos. Ao longo de dois anos, a igreja pediu, junto dos crentes, peças de ouro que se tivessem partido ou não tivessem par. Reunido o metal necessário, foi mandada construir uma coroa para embelezar a imagem da Nossa Senhora da Anunciada. “Ainda recentemente vimos a coroa numa procissão. É muito bonita e um dos maiores bens de Paio Pires”, disse uma paroquiana.

cm