Atacada enquanto dormia, Maria Carmo Pinto, de 71 anos, só conseguiu pensar que ia morrer quando sentiu alguém colocar-lhe um pano na boca, ontem às 02h00, na sua casa em Lemenhe, Vila Nova de Famalicão. A mulher conseguiu, no entanto, reagir, tendo empurrado o assaltante, que acabou por fugir.



"Senti alguém a colocar-me um pano na boca, embedido num líquido que não consegui perceber qual era. Afastei-o com uma mão e dei-lhe um pontapé. Estava muito escuro, nem percebi se era mais do que um ladrão, quase morri nas mão dele", contou ao CM Maria Carmo Pinto. Antes de fugir, o ladrão, que colocou uma escada e conseguiu entrar por uma janela da casa, ainda levou três garrafas de uísque.

"Acredito que era alguém que sabia que eu morava sozinha. Agora tenho muito medo de estar em casa", disse a vítima. A GNR foi ao local.

cm