Um português está entre os noves detidos, seis argentinos e dois colombianos, de uma megaoperação de combate ao narcotráfico na Argentina, na quarta-feira – onde foi caçado um conhecido político, Luis Cifre, presidente do conselho deliberativo da província de Salta.



Na operação foram apre-endidos 357 quilos de cocaína preta que seria transportada de barco até Lisboa. O português Ferreira Marques era, segundo a polícia, o chefe da rede de narcotráfico e o responsável pela distribuição e venda da cocaína em Lisboa – já tinha antecedentes pelo mesmo tipo de crime. A droga era transformada em carvão vegetal, misturada entre pedaços verdadeiros.

O político, de 48 anos, era deputado de um partido radical argentino, e empresário ligado à produção de carvão.

Foi ainda detido um oficial da Alfândega do país. Há suspeitas de que a mesma rede tenha enviado um grande carregamento de cocaína, uns dias antes.

cm