O presidente da Rússia terá sofrido uma lesão na coluna
Saúde de Putin adia visita de primeiro-ministro japonês


O primeiro-ministro japonês Yoshihiko Noda anunciou esta sexta-feira ter adiado a sua visita à Rússia, sem uma nova data prevista, devido ao estado de saúde do Presidente russo, Vladimir Putin, que alega ter uma lesão na coluna.

"Devido ao facto de o Presidente da Rússia se sentir mal, fui obrigado a adiar a minha visita a Moscovo", disse Noda, citado pela agência ITAR-TASS.

Segundo a agência Ria-Novosti, Noda e Putin deviam discutir questões bilaterais e internacionais, cooperação económica, bem como o litígio fronteiriço em torno de quatro ilhas da cordilheira das Curilhas, reivindicadas pelo Japão.

Na última quarta-feira, Alexandre Lukachenko, Presidente da Bielorrússia, revelou que Putin não tinha podido jogar hóquei no gelo devido a "uma lesão na coluna".

"Lesionou a coluna vertebral na luta. Combatia no tapete e lesionou a coluna. Por isso, o nosso encontro foi adiado. Estou ao corrente desse problema. Ele gosta de combater. Lutou, lutou, levantou uma pessoa, lançou-a por cima de si e deslocou a coluna", contou.

Não obstante essas declarações, o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov, insistiu esta sexta-feira, em declarações ao diário Komsomolskaia Pravda, que Putin "trabalha segundo o horário normal".

Peskov anunciou que o Presidente russo se vai reunir na sexta-feira com os dirigentes dos grupos parlamentares da Duma Estatal (câmara baixa do Parlamento) da Rússia.

Uma fonte diplomática em Moscovo revelou à Lusa que Vladimir Putin poderá não participar na cimeira UE-Rússia, marcada para Bruxelas para 21 de Dezembro.

C.da manha