A mãe de Ana (nome fictício) estranhou que a menina de oito anos não atendesse o telefone durante todo o dia de anteontem.

Preocupada, saiu do trabalho, correu para casa na Serra da Luz, Pontinha, Odivelas, e teve de arrombar a porta para conseguir entrar. Quando chegou ao quarto, viu o seu namorado deitado na cama com a filha, que, aterrorizada, tremia depois de ter alegadamente sido abusada sexualmente.

Sem conseguir dizer qualquer palavra, a menina estava nua. A primeira reacção da mãe da menor foi pegar num balde, enchê-lo de água fria, despejando-o sobre o namorado, de 32 anos. O agressor negou ter violado a enteada.

Eram 23h00 de sexta-feira, e a confusão gerada no prédio onde terão ocorrido os abusos alertou os vizinhos. Moradores na zona disseram ao CM que os bombeiros da Pontinha foram os primeiros a ser chamados, tendo depois alertado a PSP. O alegado violador manteve-se em silêncio durante grande parte do tempo. Negou sempre ter tocado na pequena Ana, mas foi levado pela PSP para a esquadra da Pontinha, onde foi identificado e libertado. A PJ investiga.

A menina foi levada ao Hospital de Santa Maria, em Lisboa. Vista por um ginecologista, a menor foi depois observada por técnicos de medicina legal, que lhe realizaram testes para atestar os abusos sexuais. A criança ainda está internada no serviço de infecciologia pediátrica.

cm