Quatro caixas de esmolas de duas igrejas renderam apenas 6,20 euros a dois ladrões, pouco habilidosos, que foram apanhados pela GNR. A dupla vai começar a ser julgada hoje por um colectivo de juízes do Tribunal de Abrantes.

Os factos remontam a 3 de Novembro de 2010, quando Carlos J., de 28 anos, e Francisco C., de 40, decidiram assaltar a capela da Santa Casa da Misericórdia do Sardoal. Encapuzados e com luvas de latex, chegaram ao local munidos de uma alavanca de ferro, mas nem conseguiram arrombar a porta de madeira da igreja.

Partiram apenas um pequeno vidro, mas isso foi o suficiente para introduzir a mão e retirar algumas moedas de uma caixa de esmolas que estava pregada à porta, do lado de dentro. Da capela de Nossa Senhora dos Remédios, dirigiram-se ao parque de estacionamento privado da padaria Colossal Sabor, no Sardoal, onde roubaram uma carrinha de transporte de pão.

Na mesma madrugada, seguiram para a Bemposta, em Abrantes, onde arrombaram a porta da sacristia para entrar na igreja da aldeia. Roubaram o dinheiro de duas caixas de escolas da parede e de uma terceira colocada junto ao lampadário.

Entretidos na igreja, os ladrões não sabiam que a GNR os esperava no exterior, após ter sido alertada pelo dono da padaria e por uma moradora, que viram a carrinha junto à igreja e os homens a dirigirem-se à sacristia, de capuz na cabeça.

cm