Três escolas de negócios portuguesas estão entre as 80 melhores da Europa, de acordo com o ranking do ‘Financial Times’ de 2012.

A nível nacional, a melhor classificação foi obtida pela Nova School of Business and Economics (Nova SBE), em Lisboa, que ficou em 29º, numa lista de 80 instituições avaliadas, o que significa uma subida de 10 posições em relação à que havia conquistado em 2010.

Em 32º, a Católica-Lisbon School of Business and Economics é o segundo estabelecimento português de ensino superior mais cotado. Para a sua classificação terá contribuído o facto de ser uma das 10 escolas com um nível de empregabilidade de 100% nos primeiros três meses após a conclusão do curso.

"Desde a nossa entrada no ranking [há 6 anos], a Católica-Lisbon já subiu mais de 30 posições. Esta trajectória reflecte a nossa crescente competitividade internacional, da qual destacamos o nível da colocação profissional dos nossos alunos. Para nós, o melhor reconhecimento é o sucesso dos nossos alunos", disse Francisco Veloso, director da faculdade.

A maior surpresa a nível nacional cabe à Porto Business School, já que, no primeiro ano que concorre para este ranking, entra directamente para a 55ª posição. "Ainda que a concorrermos em apenas duas das quatro categorias de programa consideradas para o ranking – MBA Executivo e Formação para Executivos –, o resultado deixa--nos muito orgulhosos. É a confirmação da aposta numa estratégia de internacionalização sustentada, que tem permitido à escola o reconhecimento da sua experiência na área de gestão", explica o director, Nuno de Sousa Pereira.

No topo das escolas de renome está, pela primeira vez, a IE Business School de Espanha, seguida da HEC Paris, de França, que era líder desde 2009.

cm