Uma tragédia. O meu pai está muito mal a caminho do hospital". Foram estas as palavras emocionadas da filha de José Moreira Neves, um idoso de 75 anos que, ontem à tarde, sofreu queimaduras graves após ter caído na lareira de casa no lugar de Jugueiros, em Várzea, Arouca.

O homem sofreu queimaduras em 90 por cento do corpo. Foi levado pelos bombeiros de Arouca para o Hospital de S. João, no Porto, em estado crítico.

O acidente ocorreu cerca das 17h45 de ontem, quando José perdeu o equilíbrio e caiu desamparado na lareira da cozinha, onde estava com a esposa, que se encontra doente. O fogo propagou-se às roupas, sem que o idoso se conseguisse proteger.

Em pânico, a mulher correu para casa dos vizinhos a pedir socorro. Quando os moradores chegaram as chamas já tinham consumido quase a totalidade das roupas. Nessa altura, os bombeiros de Arouca e a equipa da Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) do Hospital de Santa Maria da Feira estavam a caminho da aldeia.

Durante cerca de duas horas equipa médica e bombeiros procuraram estabilizar José e induziram-lhe o coma.

O idoso sofreu queimaduras dos 2º e 3º graus no tronco, braços e pernas. Apenas a face escapou ao fogo. Foi transportado ao Hospital de S. João entre a vida e a morte. "É uma dor muito grande", dizia a filha, enquanto convencia a mãe a ir com ela para sua casa. "Ela está doente e não pode ficar sozinha", explicou, ao mesmo tempo que a amparava.

cm