Cerca de 16 mil famílias vivem sem luz na cidade do Porto, por não terem condições económicas para pagar as contas de electricidade. De acordo com o Ministério da Economia, esta é uma "tendência crescente", que advém das crescentes dificuldades financeiras que a população portuguesa apresenta.

De acordo com os dados fornecidos pelo Ministério da Economia ao PCP, de Janeiro a Outubro deste ano, a EDP fez 59 765 cortes de luz na cidade do Porto, tendo feito também 43 877 restabelecimentos. O que significa que cerca de 16 mil cortes não foram restabelecidos.

"É um número assustador e mostra um problema em crescimento na cidade do Porto. Para além disso, depois de uma primeira análise, tememos que as famílias sem água sejam ainda mais. Isto mostra que há muitas pessoas privadas de bens e serviços básicos, devido às cada vez maiores dificuldades financeiras que os portugueses enfrentam", afirmou Jaime Toga, responsável regional do PCP do Porto.

Também o número de avisos de corte passou de 371 299 em Janeiro para 451 354 em Outubro. "Esta situação mostra os problemas sociais e humanos de milhares de cidadãos do Porto", afirmou Jaime Toga.

cm