O PSD repetiu ontem até à exaustão que não haverá despedimentos com a fusão de 1165 freguesias. Nem tão pouco serão encerrados edifícios. O que muda, dizem os sociais-democratas, é o número de eleitos, segundo o deputado Leitão Amaro. A partir de Outubro de 2013, o País terá menos 20 mil pessoas nos órgãos autárquicos das freguesias, com uma poupança anual de 6 a 10 milhões de euros.

A Associação Nacional de Freguesias não tem estimativas do número de funcionários que poderá perder o emprego nas freguesias, mas cita o valor do Sindicato dos Trabalhadores da Administração Local: dois mil.

Do lado da maioria, ontem, o discurso do vice-presidente da bancada do PSD, Carlos Abreu Amorim, era o de que ninguém iria ser despedido, nem há "autarquias a mais".

No Parlamento, as galerias encheram-se de autarcas, discutiu-se a reforma administrativa autárquica, mas ninguém compareceu do Governo: nem o ministro-adjunto, Miguel Relvas, ou o secretário de Estado da Administração Local, Paulo Júlio.

Horas antes, Paulo Júlio admitia à Antena 1 que pode haver despedimentos, contrariando, em parte, a versão do PSD. A decisão será das freguesias.

A Oposição acusou o óbito da autonomia local, o PCP denunciou alterações aos mapas de última hora e, no final do debate, alguns autarcas, que abandonavam as galerias, chamaram "cobardes" a deputados da maioria. Lá fora, o protesto juntou cerca de 700 autarcas, prometendo-se uma manifestação para dia 22. Hoje, o texto vai a votos.

JUNTA EXTINTA INAUGURA HOJE NOVO EDIFÍCIO

Está marcada para hoje, pelas 11h45, a inauguração do novo edifício da Junta de Freguesia de São Pedro da Cova, em Gondomar. A nova sede custou 350 mil euros, mas pode vir a não ser usada, uma vez que, de acordo com a nova lei da Reorganização Administrativa do Território, a freguesia de São Pedro da Cova, em Gondomar, será agregada à freguesia de Fânzeres.

Para Daniel Vieira, presidente da junta, a extinção da freguesia é "incompreensível", e teme que, depois de 20 anos a usar um espaço arrendado e a pedir uma nova sede, "o espaço construído não tenha utilidade". A freguesia tem 17 mil residentes.

cm