Um estudante do curso de Farmácia da Universidade de Coimbra foi detido pela Judiciária do Centro com 1500 doses de heroína e 150 de cocaína. Este é o terceiro estudante universitário da academia de Coimbra a ser preso desde o início do ano por tráfico de droga.

Segundo apurou o CM junto de fonte ligada às investigações, o suspeito, 32 anos, é aluno universitário desde 1999, frequentando o quarto ano do curso. Discreto, o detido, oriundo de um país africano de língua oficial portuguesa, tinha uma clientela fixa de consumidores discretos, e bem inseridos socialmente, que evitavam abastecer-se nos locais habitualmente conotados com o tráfico de estupefacientes. Mas também fornecia outros traficantes de menor dimensão.

As transacções eram realizadas em locais insuspeitos, como parques de estacionamento. O tráfico de estupefacientes era, segundo a PJ, a sua principal fonte de receitas.

Apesar de ter ligações com os outros estudantes já detidos por tráfico, o alegado traficante actuava de forma autónoma e tinha já uma expressão significativa, segundo adianta fonte policial. Embora sem antecedentes criminais, o universitário viu o juiz aplicar-lhe a medida de coacção de prisão preventiva.

cm