Jacintha Saldanha, a enfermeira que cometeu suicídio nesta sexta-feira no Hospital King Edward VII, em Londres, após ver-se envolvida na brincadeira de dois animadores de rádio australianos que se fizeram passar pela rainha Isabel II e pelo príncipe Carlos, tinha emigrado para o Reino Unido há dez anos, vinda da cidade indiana de Mangalore, e era conhecida pelos vizinhos como a "Enfermeira da Rainha".

A enfermeira indiana de 46 anos transferiu a chamada dos australianos, julgando estar a falar com a rainha de Inglaterra, e uma sua colega forneceu-lhe detalhes acerca do estado de Kate Middleton, internada no hospital após sentir fortes enjoos no início da gravidez anunciada aos britânicos.

Oriunda de uma região do sul da Índia em que a presença portuguesa se reflecte em muitos nomes de família, Jacintha Saldanha vivia em Bristol com o seu companheiro, Benedict Barboza, de 49 anos.

O casal tinha dois filhos, de 16 e 14 anos, e Jacintha dividia-se entre a casa da família e a residência que o hospital londrino destina ao seu pessoal.

A morte da enfermeira levou o príncipe William e Kate Middleton a expressarem o seu pesar através de um comunicado.

Por seu lado, os animadores de rádio australianos que estão a ser responsabilizados nas redes sociais pelo suicídio estarão, segundo responsáveis da rádio 2Day FM, "desfeitos" com a eventual consequência da brincadeira.

cm