A emissora que brincou com a enfermeira Jacintha Saldanha, que se suicidou após ser enganada por dois animadores australianos no hospital onde Kate Middleton esteve internada, em Londres, considera que a lei não foi violada.

"Estamos convencidos de que não fizemos nada de ilegal", referiu o proprietário da rádio, Rhys Holleran. A 2Day FM exibiu mesmo no seu site os rostos de Mel Greig e Michael Christian como os autores da "maior travessura real da história". O hospital já criticou a emissora.

Tudo se passou na última terça-feira, um dia após Kate ser internada com intensos vómitos relacionados com a gravidez. Os animadores fizeram-se passar pela rainha Isabel II e pelo príncipe Carlos e levaram Jacintha a passar a chamada para o quarto da duquesa de Cambridge, onde uma colega atendeu e deu informações sobre Kate.

cm