Ensanguentado, faca na mão e com golpe na garganta, João ‘Piranha’ Pires, 36 anos, foi encontrado ontem por uma patrulha da PSP, junto à ponte Vasco da Gama, em Sacavém, Loures, horas depois de, suspeita a PJ, ter estrangulado até à morte a mulher, Mislene Franco Pires, 32 anos, na casa de ambos em Alverca, Vila Franca.

O motard encontra-se agora internado nos Cuidados Intensivos do Hospital de São José, em Lisboa e, caso recupere, deverá ser detido pela secção de homicídios da PJ de Lisboa.

João e Mislene – esta última de nacionalidade brasileira – estavam juntos há cerca de cinco anos. Anteontem, recorde-se, uma discussão entre ambos acabou da pior forma. A mulher foi encontrada, após uma chamada anónima para a PSP de Alverca, amarrada e morta com uma corda à volta do pescoço. E o marido estava a monte.

O principal suspeito deixou o carro junto à PSP e terá fugido de mota. Desligou o telemóvel e acabou por ser encontrado pela PSP, perto da ponte Vasco da Gama, horas depois do homicídio. Terá tentado o suicídio.

O corpo de Mislene, natural de Goiânia, deverá ser trasladado para o Brasil, após a autópsia no Instituto de Medicina Legal. O suspeito, caso tenha alta, deverá ser levado ao juiz.

cm