Leão espicaçado no orgulho

Vertente psicológica da equipa alvo de trabalho especial na Academia. Estrutura quis motivar grupo e confrontou-o com ´best of` das críticas mais duras de que foi alvo esta época. Hoje se verá se surtiu efeito e se leão jogará de raiva...

Na passada quinta-feira, confirmado o adiamento do Sporting-Videoton para o dia seguinte, o treinador dos leões, Franky Vercauteren, deu conta de estar mais preocupado com a preparação psicológica da equipa do que propriamente com a questão da desvantagem física do Sporting em relação ao Benfica - as águias, recorde-se, têm mais dois dias de descanso do que os leões depois da pretérita jornada europeia.

QUESTÃO DE FORÇA MENTAL

O técnico belga sabe que são jogos como o derby aqueles em que os jogadores conseguem ir buscar forças que não sabiam existirem, em que o corpo, mesmo que cansado, continua a obedecer à cabeça, e deu particular ênfase à vertente mental na abordagem ao jogo de hoje.

Por forma a motivar a equipa, para forçar uma reação forte do conjunto leonino dentro das quatro linhas em relação a tudo o que de mau se tem dito do grupo esta época, o balneário foi confrontado nos últimos dias com uma espécie de best of dos comentários negativos acerca da equipa e de alguns jogadores em particular, compilados a partir de vários órgãos de comunicação social, parte deles tecidos, até, por sportinguistas com grande exposição mediática em programas televisivos, que não têm poupado nas palavras para exprimirem a sua insatisfação para com as exibições e resultados desastrosos que se têm sucedido.

Fonte: A Bola