A Escola de Música do Conservatório Nacional contestou, esta segunda-feira, os números publicados no Relatório do Tribunal de Contas que estimam o custo médio de aluno por ano em 46 mil euros.

“Os valores resultantes seriam não o absurdo de 46 mil euros por aluno/ano, mas entre 5 e 7 mil euros, consoante a forma de cálculo”, disse ao CM Ana Mafalda Pernão, directora da instituição, que acrescentou que apenas se calculou o custo médio atribuível ao aluno em regime integrado (escolaridade geral e aprendizagem vocacional) – em 2009, 95 do universo de 874 alunos.

Actualmente, a Escola de Música do Conservatório Nacional tem 910 alunos, 170 em regime integrado, 60 em regime profissional e os restantes em regime supletivo (apenas a aprendizagem musical).

cm