O ministro da Saúde, Paulo Macedo, anunciou ontem que será desenvolvido um plano de contingência e uma rede de vigilância nacional para actuar em caso de surgimento de vectores de dengue em território continental.

Paulo Macedo salientou que não há motivo para não se viajar até à Madeira por causa do surto de dengue e que vão continuar os planos em curso de combate à propagação no arquipélago.

Já o presidente do Governo da Madeira, Alberto João Jardim, disse que o surgimento da febre da dengue no arquipélago foi "instrumentalizado" para prejudicar a região. Ontem, o Hospital de Santo Espírito (Angra do Heroísmo, Açores), anunciou a detecção de um caso de dengue com origem numa infecção na Madeira.

Desde Outubro, foram detectados quase dois mil casos de dengue.

cm