Cara destapada e armado de revólver, um homem assaltou dois postos dos CTT, separados por apenas dois quilómetros, no centro de Lisboa, em 24 horas. Anteontem e ontem à tarde, quase à mesma hora, o solitário entrou calmamente nas estações do Socorro e Alameda, aparentando ser mais um cliente, mas revelou as suas intenções assim que chegou ao balcão. Ameaçou os funcionários com a arma de fogo e obrigou-os a entregar todo o dinheiro.

O primeiro crime ocorreu perto das 15h00 de anteontem, nos CTT da rua da Palma. Esperou na fila – e, quando chegou a sua vez, apontou o revólver à funcionária. Fugiu com uma quantia não apurada de dinheiro.

Passadas 24 horas, o alvo foi o posto da Alameda D. Afonso Henriques, onde o solitário entrou cerca das 14h00, introduzindo-se no local através de uma porta reservada a funcionários – no interior estavam dois empregados.

Ao balcão, uma funcionária, de 43 anos, foi ameaçada de morte. Na posse de centenas de euros, o assaltante abandonou as instalações. A PSP esteve no local. Os dois assaltos foram gravados pelas câmaras de vigilância, cujas imagens identificam o ladrão e já foram requeridas pela PJ.

cm