Eram violentos e não se inibiam de usar armas brancas só para poderem consumar os roubos.

O grupo, que atacava na Baixa do Porto, chegou a esfaquear um estudante que resistiu a um assalto no último fim-de-semana. Os ladrões foram anteontem detidos pela Divisão de Investigação Criminal do Porto e ficaram todos em preventiva.



Os seis elementos do gang preferiam assaltar jovens es-tudantes. Actuavam sempre juntos e durante a noite, aproveitando o facto de nessa altura a baixa da cidade ser mais frequentada. Após os roubos, muitas das vítimas precisaram de receber tratamento hospitalar.

No passado domingo o gang voltou a cometer dois assaltos violentos. Na praça Parada Leitão ameaçaram de morte um estudante, de 19 anos, mas como este resistiu ao roubo acabaram por esfaqueá-lo no pescoço. A vítima foi internada no Hospi-tal de Santo António, mas não corre perigo de vida.

Os ladrões, entre 16 e 20 anos, residentes no Porto e em Gaia, são suspeitos de 12 crimes de roubo, 28 tentativas de roubo e um crime de ofensas à integridade física qualificada por esfaquearem o jovem. Os detidos, um de nacionalidade angolana e os restantes portugueses, foram presentes ontem a tribunal, de onde saíram para a prisão.

cm