Durante vários meses, os moradores da rua do Monte da Lapa, no Porto, viveram aterrorizados com os comportamentos violentos de um homem de 30 anos. Ontem de manhã, e pela terceira vez em duas semanas, a PSP foi ao local para deter o agressor. A patrulha foi recebida à pedrada e teve de entrar por uma janela. Após ser novamente observado por um médico do Hospital de São João, ficou internado na psiquiatria.

"Ele passa as noites a martelar as paredes para não deixar ninguém dormir. Quando acordo tenho de andar nas pontas dos pés em minha casa para ele não perceber que há movimento, se não volta a fazer barulho", começou por contar ao CM Maria da Fonseca, uma das vizinhas do homem violento e cujos vidros de casa já foram partidos à pedrada. "Ele recolhe os paralelos da rua e, de noite, atira-os para as nossas janelas. Acordo sempre muito assustada", frisou.

A casa do homem, que de acordo com os vizinhos deverá sofrer de esquizofrenia, também está completamente destruída. "Ele partiu os vidros, as portas e as janelas. O interior da casa também está todo desfeito", contou Olímpia Paula, outra vizinha. "Ele passa as noites à janela e atira pedras a quem passa. Eu até já tenho receio de passar nesta rua. Temos muito medo que ele nos mate", acrescentou.

Também Ricardo Silva teme pela vida da sua família. "Já fizemos um abaixo-assinado com todos os moradores porque ele é mesmo perigoso", referiu.

cm