"Ele queria matar-nos a todos. Só me lembro de ver a mulher dele com um corte na barriga e parte das tripas a sair." Sam Vaz, de 47 anos, foi uma das três vítimas da fúria de Nuno Agebane, de 41, que, na noite de sábado, atacou com uma faca de cozinha todas as pessoas que estavam em casa, no Bairro do Miradouro, em Tires, Cascais: esfaqueou a mulher, de 42 anos – que está no hospital de Cascais em estado grave – e dois amigos. Foi detido por agentes da PSP de Trajouce, São Domingos de Rana, e acabou por ser entregue à PJ.

Pelas 22h00, Nuno, um operário da construção civil, chegou a casa, onde se encontrava o irmão, a mulher e dois amigos. "Começou a mandar vir com o irmão por estar deitado no sofá e, de repente, virou-se para a mulher. Só me lembro de vê-lo puxar de uma faca e espetá-la na barriga da Bety [mulher]. Ele estava sempre a dizer que ia matá-la."

Uma acesa luta teve então início no interior da casa. "Agarrei-me a ele e os outros conseguiram fugir", disse ontem ao CM Sam Vaz, a recuperar dos ferimentos de faca sofridos nas costas, na mão e na cara. Inocêncio, o outro amigo, de 38 anos, foi perseguido já nas ruas do bairro e também acabou esfaqueado numa mão e nas costas.

Nuno voltou a entrar no prédio, partindo a porta da entrada e da casa de um vizinho do rés do chão. O agressor, sem antecedentes, acabou detido no hall do prédio pela PSP. Tinha ferimentos numa mão e num ombro.

cm