As negociações para o prolongamento dos prazos de pagamento do empréstimo concedido a Portugal no âmbito do ajustamento financeiro deverão estar concluídas dentro de "algumas semanas".

A informação foi ontem avançada pelo ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Paulo Portas, numa audição na Comissão de Assuntos Europeus. Solicitado pelo deputado do PS Vitalino Canas a explicar em que ponto está a negociação portuguesa, face a notícias que dão conta de que a Irlanda "já conseguiu ganhos significativos", o governante disse: "Penso que a negociação no caso português será favorável, mas terá de esperar ainda algumas semanas". Isto porque, segundo destacou Portas, estes são processos que "demoram algum tempo". Ainda assim, o ministro lembrou que é defensor de que os países cumpridores "merecem ser premiados", ou seja, devem beneficiar de "uma ajuda para chegar ao fim deste processo de uma forma mais favorável".

Durante a audição parlamentar, o ministro considerou ainda positivo para Portugal o acordo alcançado no âmbito do novo orçamento da União Europeia e defendeu que a etapa do Parlamento Europeu "pode e deve ser bem vencida".

cm