Cuidado com os gases fluorados, alerta a Quercus



Os gases fluorados, conhecidos como “gases F”, são fluidos refrigerantes utilizados em equipamentos de ar condicionado, e têm tido um contributo crescente para as emissões de gases com efeito de estufa. “Em Portugal, entre 1995 e 2010, verificou-se um aumento de emissões de 66 para 1232 milhares de toneladas de CO2 equivalente, ou seja quase 20 vezes”, revela a Quercus, em comunicado. Por essa razão, a organização ambientalista pede “regulamentação europeia forte” para contrariar o crescimento destes gases poluentes.

Na prática, e apesar do crescimento exponencial, estes poluentes – que são, na sua maioria hidrofluorcarbonos (HFCs) - representam apenas cerca de 2% do total de emissões de gases com efeito de estufa. Ainda assim, as organizações ambientalistas estão preocupadas e querem melhorar a proposta de revisão da legislação europeia que está actualmente em discussão.

Nesse sentido, o eurodeputado holandês Verde Bas Eickhout apresentou um projecto de relatório sugerindo banir a colocação no mercado de equipamentos baseados em HFCs, tendo em conta que no mercado existem já alternativas seguras. O eurodeputado propõe também que os produtores e importadores sejam obrigados a pagar uma taxa de alocação para as licenças de emissão de HFC.

“Os direitos ao uso de HFCs são um bem valioso e não deve ser distribuído gratuitamente. O produto pode ser usado para ajudar os governos que precisam de dinheiro para implementar a legislação e para apoiar as pequenas empresas nos seus esforços de conformidade”, comentou Susanna Ala-Kurikka, directora de Política de Energia e Clima do European Environmental Bureau (EEB).


Fonte: Planetazul