Desenvolvida tecnologia que permite obter falsos tecidos biodegradáveis para a produção de fraldas de forma rentável



Filipa Alves

Foi criada por uma empresa de desenvolvimento tecnológico finlandesa uma tecnologia que permite obter falsos tecidos biodegradáveis para a produção de fraldas de forma rentável. Esta inovadora tecnologia usa como matéria-prima papel reciclado e cartão.

Os falsos tecidos ou Tecidos Não Tecidos (TNT) são têxteis alternativos que não são obtidos a partir de fiação e tecelagem. São constituídos por fibras desorientadas que são aglomeradas e fixadas por tratamento (químico, mecânico, térmico, etc), é explicado na Wikipedia, que dá como exemplo o feltro.

Este tipo de têxteis é utilizado no fabrico de produtos de higiene como fraldas ou pensos higiénicos, e a principal matéria-prima utilizada atualmente para este efeito é o poliéster não degradável, tendo estes os resíduos destes produtos como destino o aterro sanitário.

Embora exista uma alternativa mais ecológica para a produção de falsos tecidos, que utiliza como matéria-prima derivados da madeira, os elevados custos de produção, fizeram com que tenha sido viável a sua exploração industrial.

A tecnologia apresentada pelo Centro de Investigação Tecnológica VTT, que usa papel reciclado, vem resolver este problema porque produz falsos tecidos com custos 20% inferiores aos das tecnologias já existentes para o processamento de derivados da madeira.


“Agora, e pela primeira vez, podemos usar papel reciclado e cartão como matéria-prima de falsos tecidos”, revela Ali Harlin, Professor no Centro VTT. “O novo processo faz com que os falsos tecidos de base biológica sejam mais competitivos no preço quando comparados com os falsos tecidos produzidos a partir de produtos de base plástica”.

A nova tecnologia vai também ao encontro do objectivo da UE de aumentar a proporção de papel reciclado para 70%, ao constituir uma nova aplicação para este produto, do qual são produzidos 60 milhões de toneladas anualmente, só na Europa. Simultaneamente, cria novas oportunidades de negócio para indústria florestal, refere o Centro VTT.


Fonte: VTT Technical Research Centre of Finland - Business from technology, en.wikipedia.org e pt.wikipedia.org
Retirado: Naturlink