1. #1
    Avatar de castrolgtx
    Registo
    Oct 2012
    Posts
    3.230

    Padrão Tribunal chumba candidatura de Seara a Lisboa

    Fernando Seara avançou ao Económico que ainda não foi notificado pelo Tribunal do chumbo à sua candidatura à Câmara de Lisboa.

    Em resposta à providência cautelar apresentada pelo movimento "Revolução Branca", o Tribunal considerou que a lei de limitação de mandatos - Seara completou três mandatos consecutivos em Sintra - impede o autarca de concorrer a Lisboa.

    Fernado Seara avançou ao Económico que ainda não foi notificado pelo Tribunal do chumbo da sua candidatura à Câmara de Lisboa como tal não quis fazer qualquer comentário à notícia que está a ser avançada pela RTP.

    Em Lisboa o autarca teria como grande rival António Costa, do PS.

    Esta decisão judicial pode lançar alguma incerteza sobre outras candidaturas em idêntica situação, até porque o movimento "Revolução Branca" apresentou sete providências cautelares, uma das quais incidindo sobre Luís Filipe Menezes, no Porto.

    Segundo a lei de limitação de mandatos um autarca não pode governar durante mais de três mandatos consecutivos, havendo profundas divergências na interpretação sobre se essa limitação visa o autarca ou apenas o município.

    As eleições autárquicas vão acontecer em Outubro.








    economico
    Quem conhece os outros é sábio; / Quem conhece a si mesmo é iluminado
    (Lao-Tsé)

  2. #2

    Registo
    Nov 2010
    Posts
    13.361

    Padrão Seara vai recorrer da decisão do Tribunal que proíbe candidatura

    O social-democrata Fernando Seara anunciou, esta quarta-feira, que vai recorrer da decisão do Tribunal Cível de Lisboa que impede a sua candidatura à Câmara Municipal de Lisboa.

    Ainda não fui notificado e não sei as razões e fundamentos da aceitação e do provimento da providência cautelar. É evidente que irei analisar e com certeza irei recorrer para o Tribunal da Relação", afirmou o candidato da coligação PSD/CDS (que irá ainda incluir o PPM e o MPT, segundo os partidos) às autárquicas deste ano.

    O social-democrata Fernando Seara está impedido de concorrer à Câmara de Lisboa nas autárquicas por decisão do Tribunal Cível de Lisboa, disse hoje Pedro Pereira Pinto, vice-presidente do movimento Revolução Branca, que interpôs a providência cautelar contra a candidatura.

    De acordo com Fernando Seara, actualmente presidente da Câmara de Sintra, a questão da lei que estabelece limites à renovação sucessiva de mandatos dos presidentes dos órgãos executivos das autarquias terá que ser decidida em sede de Tribunal Constitucional ou na Assembleia da República.

    "Esta é uma questão que ou é decidida pelo Tribunal Constitucional ou é decidida pelo poder legislativo. Entre o poder legislativo e o Constitucional, algumas destas entidades terá que assumir a decisão, que ou é de interpretação de norma ou é uma decisão de esclarecimento legislativo", afirmou.

    O autarca adiantou estar preparado para "lutar por direitos, liberdades e garantias fundamentais", uma vez que, considerou, está em causa uma "restrição de direitos fundamentais".

    O Movimento Revolução Branca tinha interposto sete acções populares para impedir candidaturas de autarcas do PSD, entre as quais as de Luís Filipe Menezes, no Porto, e de Fernando Seara, em Lisboa.

    nmt

  3. #3

    Registo
    Nov 2010
    Posts
    13.361

    Padrão PSD aguarda notificação sobre chumbo a candidatura de Seara

    O PSD só comentará a eventual possibilidade de o social-democrata Fernando Seara estar impedido de se candidatar à presidência da Câmara Municipal da capital, depois de ser notificado da decisão pelo Tribunal Civil de Lisboa.

    A posição foi transmitida aos jornalistas pela vice-presidente do PSD Teresa Leal Coelho, após a RTP ter noticiado que o Tribunal Civil de Lisboa decidiu impedir que Fernando Seara se candidate à presidência da Câmara de Lisboa por ter atingido o limite de mandatos (três consecutivos) na autarquia de Sintra.

    Por esta perspectiva, o Tribunal Cível de Lisboa terá entendido que a limitação de três mandatos consecutivos se aplica ao exercício da função de presidente da Câmara e não, como defende o PSD, apenas à área territorial do exercício do mandato.

    "O PSD desconhece a decisão do tribunal e apenas tomou conhecimento da decisão pelas notícias veiculadas pela comunicação social. Por isso, o PSD aguardará a notificação pelo tribunal, conhecendo o conteúdo da decisão, para se pronunciar. Neste momento não temos condições para o fazer", justificou Teresa Leal Coelho.

    A vice-presidente do PSD reiterou que o seu partido só reagirá "perante a decisão em concreto, conhecendo os argumentos e o próprio sentido da decisão".

    "Evidentemente, como está a ser veiculado pela comunicação social, se há fumo haverá fogo. Mas veremos qual é o teor da decisão", disse.

    Teresa Leal Coelho advertiu depois que, no plano jurídico, a decisão do Tribunal Civil de Lisboa "é necessariamente" passível de recurso.

    nmt

Tópicos Similares

  1. Eurostat chumba operação da ANA
    Por billshcot no fórum Arquivos
    Respostas: 0
    Último Post: 15-03-2013, 17:31
  2. Eurostat chumba contabilização da ANA no défice
    Por billshcot no fórum Arquivos
    Respostas: 0
    Último Post: 15-03-2013, 09:32
  3. Respostas: 0
    Último Post: 27-02-2013, 09:17
  4. Respostas: 0
    Último Post: 21-02-2013, 21:53
  5. Respostas: 0
    Último Post: 20-02-2013, 15:45

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •  

Conectar

Conectar